18 agosto 2007
posted by Paulo Vivan at 1:33 AM

A espécie humana é realmente capaz de coisas únicas. Não estou falando sobre ir a lua, construir pontes ou fazer filmes pornográficos. Estou falando sobre vícios.

Somente os seres humanos conseguem pegar algo totalmente desagradável, subevertê-lo e transformá-lo num "prazer". Pegue o cigarro por exemplo. Quem em sã consciência diria que aquilo é algo agradável, tem um cheiro gostoso? Sempre tem os que dizem que é um relaxante ou algo do tipo, mas esses são os viciados, tremendo incontrolavelmente enquanto tentam acender mais um. Tenho certeza que você ouve a mesma coisa do pessoal da cracolândia, defendendo as suas pedrinhas. A diferença é que eles não precisam de lugar reservado nos restaurantes, esfregando seu vício na cara das pessoas.

O que me leva a assumir que todos os vícios idiotas do mundo vêm de pessoas como os fumantes, não necessariamente fumantes. Pessoas que precisam de um algo a mais em suas vidas. Pessoas que fazem sexo anal com piranhas ou então vão caçar sereias sem um tanque de oxigênio. Alguns viram até motoboys.

O negócio é que o ser humano é carente de atenção e adora imitar os mais burros. Se você ver um grupo de pessoas comendo terra, com certeza vai achar isso idiota. Mas no fundo de sua mente, algo vai ficar gravado e, num determinado dia, você vai sim colocar um pouquinho de terra na boca pra saber o que é que eles estavam gostando tanto. O homem é o único animal que coloca o dedo na tomada mais de uma vez, duvidando do choque que levou na primeira ou terceira vez.

Não acho que isso seja um problema para se dar bem na vida. Veja só alguns presidentes no mundo. Também não acredito que isso seja um desejo de morte, apenas um jeito de viver a vida com um pouco de emoção. Eu, por exemplo, sempre que posso bebo um grande copo de sangue do Magic Johnson. Mas eu não sou viciado.

Eu posso parar de beber o sangue do Magic quando eu quiser. Sério.