28 julho 2005
posted by Paulo Vivan at 8:15 PM

PABLO VIVAN ENTREVISTA PAULO VIVAN

Pablo Vivan - Tudo bem?

Paulo Vivan - Tudo. E com você?

Pablo Vivan - Tudo ótimo. Por que "ChickenDog"?

Paulo Vivan - Porque certas coisas acontecem na nossa vida que realmente não temos como explicar e mesmo se tivessemos não teria tanta graça. Do tipo de piada que seu avô conta pela metade e jura que era engraçada. Ou como você perdeu aquela nota de cinquenta.

Pablo Vivan - Ninjas: legais ou chatos?

Paulo Vivan - Ninjas são legais porque eles me protegem de outros ninjas que não gostam de mim, e também me protegem dos ninjas que gostam de mim, mas não tanto quanto os que me protegem. Entendeu?

Pablo Vivan - Então atualmente existem ninjas pelo mundo afora que não gostam de você?

Paulo Vivan - Isso.

Pablo Vivan - Sério?

Paulo Vivan - Claro, sim, sim. Não posso te dizer mais pois eles nunca chegam perto o suficiente para que eu tenha algo mais substancial. É que de repente eu vejo alguém pular das sombras e começar a brigar com outra pessoa. E então eu digo: "Certo! Obrigado ninja que gosta de mim e me protege dos outros ninjas que não gostam de mim." E eles dizem "De nada!" e pulam pra longe.

Pablo Vivan - Você por acaso é ninja também?

Paulo Vivan - Eu gosto de pensar que sim.

Pablo Vivan - Obrigado pelo seu tempo.

Paulo Vivan - De nada.
 
18 julho 2005
posted by Paulo Vivan at 10:04 AM

ROUPA NOVA NÃO É UMA BANDA

Odeio comprar roupas. Odeio. Odeio como uma criança odeia verduras. Mas, sei que preciso. Não posso mais usar minha camiseta da campanha do Collor, nem a do Hollywood Rock em paz. Então resolvi acompanhar uma amiga pra ir me acostumando com o ambiente de lojas de roupas.
- Boa tarde! Posso ajudá-los? - disse a vendedora.
- Claro. Quero ver umas blusinhas.
- E para você?
- Não, não, só vim acompanhar.

Depois de um tempo...
- Por que não compra uma calça pra ela? Para essa moça bonita, sua namorada?
- Ela não é minha namorada. E eu não vim comprar.
- Por que? Ela não merece?
- Não é questão de merecer e...
- Faz o seguinte... Vamos jogar o jogo da velha. Se você ganhar, não compra, se eu ganhar, você dá uma calça pra sua namorada.
- Ela não é minha namorada, só vim acompanhar... E esse esquema do jogo da velha é furado, e se der velha?
- Olha só, já comecei, coloquei o X aqui ó... Você é bolinha... Se der velha a gente vê depois.

(um jogo da velha depois)
- Deu velha! Eu falei! Eu avisei!
- Certo. Vou chamar a gerente. Um minuto!
- Não, não... Deixa pra lá!
- Oi, eu sou a gerente da loja, boa noite... Algum problema?
- Não nenhum problema...
- Deu velha. - disse a vendedora.
- Olha, eu não vim comprar nada e ela ficou me empurrando um monte de coisas e...
- Senhor, ela poderia estar matando, poderia estar roubando mas só está aqui tentando vender honestamente roupas e só espera com sua colaboração. Por que não compra essa linda calça para sua linda namorada?
- Ela não é minha namorada.
 
14 julho 2005
posted by Paulo Vivan at 10:33 AM

QUEDA DE CABELO SALVA GATINHOS

Lá estávamos, na beira da represa, com um saco cheio de filhotes de gato, prontos para serem arremessados:
- Senhores! Revelem seu misterioso crescimento mágico de cabelo, seus carecas disfarçados! Do contrário, afogaremos esses gatinhos!
E então todos os carecas assumiram seu cabelo de boneca e mais uma vez, os gatinhos viveram para serem fofos mais um dia.

E isso só vem a confirmar duas verdades absolutas: gatinhos filhotes são fofos e a verdade é a melhor solução. Sim! Eu tenho um medo irracional de anões! Vamos, grite sua verdade escondida! Saia do armário (ou closet).

A verdade sempre vai doer. "Você é feio(a)." ou "eu sou feio", dá no mesmo. Seremos mais felizes ao aceitar a verdade. Tamanho do pênis, dos seios, do pé, dos dentes (ou a falta de). Vá em frente. Aceite.

Além de tudo, ser feio é mais fácil. É acordar e ir trabalhar. Quem se importa. Arrume uma mulher feia, num bairro feio, com um carro feio, numa casa feia. Seus filhos feios irão pra uma escola feia e provavelmente irão escolher alguma profissão sem vida tipo administrador de empresas. E toda noite você poderá dormir feliz, sabendo que em seus sonhos estarão toda a felicidade do mundo, numa terra onde tudo é perfeito, 8 horas por dia.

Só lembre-se que conforme a idade, suas horas de sono diminuem progressivamente.
 
04 julho 2005
posted by Paulo Vivan at 9:13 PM

PEGUE O CARRO QUANDO ELE ESTIVER DORMINDO

Vai lá, abre a gaveta do criado-mudo sem fazer barulho e em hipótese alguma, apoie-se no despertador. Pegou a chave? Beleza! Desça as escadas, desligue o alarme. Agora abra a porta devagar.
Ligue o carro, saia de rê.
Ah, pra que carro? Vai a pé, moleque! Eu na sua idade anda de ônibus e voltava a pé! Tá vendo a minha perna como é grossa? O que? Tá me chamando de gordo? Qual é a sua moleque!? Falar baixo o caralho! Foda-se que seu pai tá dormindo. Não estou interessado no vizinho! Eu não moro aqui, esqueceu? Seu trouxa! Deixa eu ligar para aquela vadia... Tenho sim o número, ela me deu! Olha pra trás, moleque, olha o seu pai, aí. Não, senhor, eu não conheço esse moleque! Polícia? Não, não, você não está entendendo, eu sou amigo dele da facul... Ei, que arma é essa?? Polícia!!! Socorro! Tem um ca... Tá, eu fico quieto.
Desculpe, senhor.
Certo.
Foi mal.
Eu vou, sim.
Desculpa de novo.
Boa noite.