16 outubro 2007
posted by Paulo Vivan at 3:22 PM


Por que dieta? Bem porque faz bem pra você! Assim dizem.

Legumes crus com molho ranch.

Hum, nem tanto, mas o molho vale a pena.

Melancia sem sementes.

Deus abençõe a engenharia genética.

Peixe grelhado com pimenta de cheiro.

Peixe com pimenta? No seu rabo, talvez.

Pão ou qualquer coisa integral.

Não é bom pra você, mas bom para a sua alma.

EU GOSTO DE COCA LIGHT PORQUE TÁ ESCRITO QUE É LIGHT

É, pro infreno com esses pães integrais. Fibra te dá câncer, é isso que o Atkins disse.

EU COMO BACON PORQUE NÃO TEM CARBOIDRATOS

Ah, cara, se eles pudesse fazer uma melancia sem sementes, geneticamente modificada, recheada de bacon isso seria a coisa mais saudável do mundo.

Melancia sem sementes sabor bacon.

Eu não comeria nada além disso se isso fosse criado.

JÁ COMEU UM SANDUÍCHE DE BACON E CARNE JESUS AQUILO É TÃO BOM FAZ TÃO BEM TE JURO ME DÁ UMA PORÇÃO DE MOLHO BARBECUE DO MCDONALDS JUNTO QUE EU POSSO CORRER TRÊS QUILÔMETROS SEGUIDOS

Dizem que gordura engorda. O Atkins disse que não faz mal.

GORDOS NÃO SÃO PROBLEMAS ELES SÃO INCHADOS DE TANTA SAÚDE

É UM TIPO AMARELO E PEGAJOSO DE SAÚDE

FICA ÓTIMO SE VOCÊ PASSAR NUM PÃO DE BATATA

NEM ACREDITO QUE NÃO TEM GORDURA

DROGA OS GORDOS SÃO TÃO SAUDÁVEIS QUE DEVÍAMOS COMÊ-LOS.

Fritos e empanados numa panela funda.

SIM DEIXE TODA A GORDURA SAUDÁVEL PRESA DENTRO DE UMA CASCA CROCANTE

Macarrão Lamen é uma das causas de Escorbuto.

Água mineral

A minha com gelo e limão, por favor.
 
18 agosto 2007
posted by Paulo Vivan at 1:33 AM

A espécie humana é realmente capaz de coisas únicas. Não estou falando sobre ir a lua, construir pontes ou fazer filmes pornográficos. Estou falando sobre vícios.

Somente os seres humanos conseguem pegar algo totalmente desagradável, subevertê-lo e transformá-lo num "prazer". Pegue o cigarro por exemplo. Quem em sã consciência diria que aquilo é algo agradável, tem um cheiro gostoso? Sempre tem os que dizem que é um relaxante ou algo do tipo, mas esses são os viciados, tremendo incontrolavelmente enquanto tentam acender mais um. Tenho certeza que você ouve a mesma coisa do pessoal da cracolândia, defendendo as suas pedrinhas. A diferença é que eles não precisam de lugar reservado nos restaurantes, esfregando seu vício na cara das pessoas.

O que me leva a assumir que todos os vícios idiotas do mundo vêm de pessoas como os fumantes, não necessariamente fumantes. Pessoas que precisam de um algo a mais em suas vidas. Pessoas que fazem sexo anal com piranhas ou então vão caçar sereias sem um tanque de oxigênio. Alguns viram até motoboys.

O negócio é que o ser humano é carente de atenção e adora imitar os mais burros. Se você ver um grupo de pessoas comendo terra, com certeza vai achar isso idiota. Mas no fundo de sua mente, algo vai ficar gravado e, num determinado dia, você vai sim colocar um pouquinho de terra na boca pra saber o que é que eles estavam gostando tanto. O homem é o único animal que coloca o dedo na tomada mais de uma vez, duvidando do choque que levou na primeira ou terceira vez.

Não acho que isso seja um problema para se dar bem na vida. Veja só alguns presidentes no mundo. Também não acredito que isso seja um desejo de morte, apenas um jeito de viver a vida com um pouco de emoção. Eu, por exemplo, sempre que posso bebo um grande copo de sangue do Magic Johnson. Mas eu não sou viciado.

Eu posso parar de beber o sangue do Magic quando eu quiser. Sério.
 
16 agosto 2007
posted by Paulo Vivan at 4:18 PM

A preguiça é como um animal de estimação. Você sabe que ele está lá, sabe que ele está olhando para você, mas mesmo assim você decide ignorá-lo. Às vezes, pois, na maioria das vezes você não consegue resistir aos seus encantos e sorriso encantador.

Eu tenho uma preguiça para cada hora do dia e penso nelas como animais de estimação queridos, sem elas eu não vivo. Tenho a preguiça do sono, que é mais ativa logo pela manhã. Tenho a preguiça da padaria, que me impede e me segura com garras, impedindo a compra do pão nosso de cada dia. A preguiça do trabalho é uma das mais violentas, com acessos de raiva que podem incapacitar um homem adulto. Já a preguiça estudantil afeta qualquer um que deseja abrir um livro ou ficar acordado numa sala de aula, é um animal voraz.

Nestes tempos modernos, outra preguiça tem se difundido com a rapidez de um novo método para baixar MP3 de graça. A preguiça digital. Recebeu um e-mail? Pra que responder agora? Deixa pra depois. Recado no orkut? Comentar no fotolog? Agora não. Anti-virus? Anti-spyware? Demora tanto, depois eu passo.

Na verdade, a preguiça será conhecida por nossos possíveis sobreviventes como o animal representante do Apocalipse. Aquecimento global? Reciclagem? Faz você, vai... Vou ali fazer uma fogueira, ficar no quentinho.
 
08 agosto 2007
posted by Paulo Vivan at 2:00 PM

Outro dia um mendigo comeu a nota de dois reais que eu dei.
Outro dia perdi o meu ônibus por um frame.
Outro dia paguei imposto e me senti mal.
Outro dia me cobraram menos no mercadinho e eu não falei nada.
Outro dia eu descobri que o papel higiênico tinha acabado da pior maneira.
Outro dia eu comi um iogurte vencido.
Outro dia fiquei sem Internet e fiquei andando em círculos.
Outro dia alguém me xingou nos comentários deste blog.
Outro dia é uma maneira bem fácil de escrever quando não se tem o que dizer.
Outro dia eu escrevo algo melhor.
 
19 junho 2007
posted by Paulo Vivan at 12:37 PM

Gosto de esportes. Deve ser algo no meu gene Y, ou na falta de sua perna para X. Tenho quase certeza desse fator genético, afinal, até homens gays gostam de esportes. Eles gostam, certo? Alguém me confirma isso, por favor? Sei que eles andam de bicicleta pra cima e pra baixo.

Sei que mulheres fazem esportes por pressão da sociedade. Por milhares de anos os homens estão na liderança da humanidade e criaram essas pressões, é verdade. Afinal, ver mulheres correndo é muito melhor do que vê-las no sofá comendo fandangos.

A verdade é que não gosto de todos os esportes. Gosto de fazer alguns, gosto de olhar alguns e não entendo alguns. Natação, por exemplo. Natação é um esporte muito confuso. Às vezes você nada para se exercitar, por prazer; às vezes você nada para salvar a sua vida. Não podemos apenas decidir para que serve a natação? E LaCrosse? Que diabos é LaCrosse? E quem inventou um nome desses? Não, não vou procurar saber o que é, nem venha me falar. Certas coisas são melhores assim.

Futebol é um daqueles que eu gosto de jogar, porém, não suporto assistir. Ver um jogo de futebol é como ver alguém que não nunca mexeu num computador navegando na Internet. Dá vontade de empurrar a pessoa e pegar no mouse, mas você apenas se sente como Stephen Hawking, exceto pela voz metálica.

Talvez o esporte mais legal seja "vamos ver quem acerta a cabeça daquele cara com uma pedra?". O nome já explica, é competitivo, divertido e dinâmico. E, diferente do boliche ou baseball, você pode praticar em qualquer lugar. Mesmo do topo de um prédio.
 
10 junho 2007
posted by Paulo Vivan at 1:59 PM

Ah, os bons tempos. Aqueles tempos de sol, luar, chuva e frio, calor e chocolate, dinheiro e mendigos. Aqueles tempos em que você podia andar pelas ruas de São Paulo, ser assaltado e nem chorar. Tempos onde você pegava seu ônibus pela porta de trás, sentava no motor e assim fácil tinha o highlight do seu dia.

Pois é meninos, esse tempo acabou. Agora chegou a hora de ver a vida pelo que ela realmente é. Você vai ser assaltado e vai chorar. Vai comer no McDonald's e passar mal. Ônibus é coisa de gente pobre, feia, eca. Desenhos animados são apenas idiotas. Chuva é coisa de mendigo e chocolate, melhor que sexo.

Meninas, vejam só o que eu tenho em minhas calças! Sim, venha ver de perto. Mais perto. Olha! Uma etiqueta! Sete páginas de etiquetas que mostram como eu não posso lavar ela com água, só com hidrocarbonetos de origem mineral.

Mãe, venha ver meu diploma. Comprei no centrão. E vem com três atestados médicos grátis.

Pai, bati o carro, mas quer saber? Nem matei ninguém. Não precisa chamar o advogado.

Vó, adivinha só, seu plano de saúde ficou mais caro. É claro que não vou pagar. Tenho baladas para ir.

Ah, amigos: Rockabillies são como sertanejos, só mudam as roupas. Todos se fantasiam e ouvem música que ninguém mais gosta.

Deus, isso é só um blog. Não me julgue ou jogue um raio em minha cabeça (a não ser que seja para me conferir super-poderes).

Pronto. Agora vou no banheiro chorar um pouquinho.
 
posted by Paulo Vivan at 1:58 PM

Assustou, hein?

Voltei.
 
03 maio 2007
posted by Paulo Vivan at 12:27 PM

Olha só, o blog passou para a maioridade.

ROLIUDI.COM.BR

Posts diários, meus e de outros vagabundos. Vamos falar de cinema sem querer ser sério (talvez engraçado), nem chato (cadê minha gravata borboleta?).

Isso não quer dizer que este morre, só fica mais insano. O que isso quer dizer, eu não sei.